Programa Dá Licença

Modelagem no Ensino de Matemática

Tendo em vista, o atual cenário de mudanças de paradigmas por que vive nossa sociedade provocada pelas mudanças científicas e tecnológicas, entendemos que as atividades de modelagem pelas competências que desenvolve no aluno, como por exemplo, estabelecer hipóteses, desenvolvimento da metacognição e das habilidades sociais, etc., competências muito similares as componentes do espírito científico – compreender e diagnosticar, elaborar e planejar, desenvolver e agir, avaliar e reformular. Nesse sentido a modelagem se oferece como um caminho para desenvolver tais competências. As aplicações da Matemática visualizadas por atividades de modelagem requerem um comportamento ativo de professores e alunos na própria definição de problemas, e não apenas na resolução de problemas propostos, como acontece na maior parte dos livros didáticos. Este ainda não é um procedimento usual, especialmente no âmbito da educação básica. Daí a importância de proporcionar aos estudantes de cursos de formação de professores para esse nível de escolaridade, oportunidades de acesso às diferentes possibilidades de integração de atividades de Modelagem matemática às aulas, bem como, a outras atividades já desenvolvidas, com a expectativa de que se criem perspectivas otimistas em relação ao uso da modelagem em sua prática docente. Tendo em vista o exposto acima, esta ação, coordenada pela professora Magda Kaibara Dutra, tem por objetivo o estudo, o planejamento, a elaboração e o desenvolvimento de uma atividade de modelagem de matemática a ser aplicada e vivenciada por nosso aluno em alguma escola de ensino básico vinculada a este programa. Cabe destacar que estação surge a partir da experiência didática na disciplina optativa de Modelagem Matemática no Ensino de Matemática.

Coordenação: Profª Magda Kaibara (GMA/IME-UFF)